A SUA TRANSPORTADORA INTERNACIONAL DE MUDANÇAS

00351 960358 545 - 00351 212 040 463


Portugal:
Somos uma empresa profissional de mudanças, especializada no transporte de habitações entre Portugal e Vários países da Europa, seja quais forem os bens a transportar, não deixe de nos contactar.

Espanhol:
Empresa de mudanzas en Portugal, especializada en mudanzas internacionales, Portugal a España o España a Portugal, transporte entre Lisboa y Madrid, otras ciudades dentro del presupuesto.
Transporte profesional, carga de España a Portugal

Francês: 
Entreprise de déménagement au Portugal, spécialisée dans les déménagements internationaux, du Portugal vers la France ou de la France vers le Portugal, Transport entre Lisbonne et Paris, autres villes à petit budget.
Transport professionnel, Cargo de Paris, France au Portugal

Inglês:
Moving company in Portugal, specialized in international removals, from Portugal to Italy, England, Transport between Lisbon and Rome or Lisbon and London, other cities with low budgets.
Professional transport, Spain, France, Italy, England to Portugal

  • Mudanzas y Transportes Internacionales
  • Déménagements et transports internationaux 
  • Removals and International Transports 

A Europa é, por convenção, um dos seis continentes do mundo. Compreendendo a península ocidental da Eurásia, a Europa geralmente divide-se da Ásia a leste pela divisória de águas dos montes Urais, o rio Ural, o mar Cáspio, o Cáucaso,[1] e o mar Negro a sudeste.[2] A Europa é limitada pelo oceano Glacial Ártico e outros corpos de água no norte, pelo oceano Atlântico a oeste, pelo mar Mediterrâneo ao sul, e pelo mar Negro e por vias navegáveis interligadas ao sudeste. No entanto, as fronteiras para a Europa, um conceito que remonta à Antiguidade clássica, são um tanto arbitrárias, visto que o termo "Europa" pode referir-se a uma distinção cultural e política ou geográfica.

A Europa é o segundo menor continente em superfície do mundo, cobrindo cerca de 10 180 000 km² ou 2% da superfície da Terra e cerca de 6,8% da área acima do nível do mar. Dos cerca de 50 países da Europa, a Rússia é o maior tanto em área quanto em população (sendo que a Rússia se estende por dois continentes, a Europa e a Ásia) e o Vaticano é o menor. A Europa é o quarto continente mais populoso do mundo, após a Ásia, a África e a(s) América(s), com 740 milhões de habitantes em 2015, cerca de 11% da população mundial naquele ano,[3] isto é, a cada 100 pessoas no mundo neste período, 11 viviam no continente. No entanto, de acordo com a Organização das Nações Unidas (estimativa média), o peso europeu pode cair para cerca de 7% em 2050.[4] Em 1900, por exemplo, a população europeia representava 25% da população mundial (ou seja, a cada 4 habitantes do mundo naquele ano, 1 vivia dentro dos limites do continente).[5]

A Europa, nomeadamente a Grécia Antiga, é considerada o berço da cultura ocidental.[6] Tendo desempenhado um papel preponderante na cena mundial a partir do século XVI, especialmente após o início do colonialismo. Entre os séculos XVI e XX, as nações europeias controlaram em vários momentos as Américas, a maior parte da África, a Oceânia e grande parte da Ásia. Ambas as guerras mundiais foram em grande parte centradas na Europa, sendo considerado como o principal fator para um declínio do domínio da Europa Ocidental na política e economia mundial a partir de meados do século XX, com os Estados Unidos e a União Soviética ganhando maior protagonismo.[7] Durante a Guerra Fria, a Europa estava dividida politicamente ao longo da Cortina de Ferro entre a Organização do Tratado do Atlântico Norte, a oeste, e o Pacto de Varsóvia, a leste. A vontade de evitar outra guerra acelerou o processo de integração europeia e levou à formação do Conselho Europeu e da União Europeia na Europa Ocidental, os quais, desde a queda do Muro de Berlim e do fim da União Soviética em 1991, têm vindo a expandir-se para o leste. A moeda da maior parte dos países da União Europeia, o euro, é mais comumente usada por europeus; O Acordo de Schengen aboliu controles de imigração fortes nas fronteiras de países membros da União Europeia. O hino à Alegria é o hino do Conselho Europeu e da União Europeia.